Participe do InfraFM Hospitais
 

MBA/POLI/USP em Gerenciamento de Facilidades Corporativas

Há 21 anos formando líderes em GF.

Por Léa Lobo

Há 21 anos formando líderes em GF

Foto: Divulgação

O programa Poli-Integra da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (EPUSP) anunciou em 04/12 uma reformulação abrangente do seu renomado MBA em Gerenciamento de Facilidades (GF), agora renomeado para Gerenciamento de Facilidades Corporativas, atingindo também o público de Corporate Real Estate Management (CREM) e Workplace Management. O curso, oferecido desde 2002, tem sido um catalisador essencial para profissionais que buscam posições de liderança neste dinâmico mercado em ascensão.

Com 21 anos de existência, o curso já formou inúmeros profissionais de destaque. Com as rápidas mudanças no setor, o coordenador do curso, Dr. Moacyr Eduardo Alves da Graça, vem adequando continuamente as frequentes demandas para atender às necessidades prementes dos profissionais. “O corpo docente e os ex-alunos da escola têm desempenhado um papel crucial no desenvolvimento do setor, proporcionando uma formação que se destaca pela tradição e inovação. Nos dias de hoje, esta função organizacional não se trata apenas de um suporte ao core business, mas de uma atividade estratégica para o sucesso do negócio”, destacou o mestre.

O MBA oferece uma grade curricular reformulada alinhada com as demandas crescentes do mercado. Isso visa não apenas abordar as tendências atuais, mas também antecipar as futuras, preparando os profissionais para enfrentar os grandes desafios com que lida esta profissão.

Segundo o Dr. Moacyr, o setor de Gerenciamento de Facilidades Corporativas está experimentando uma taxa acelerada de crescimento, apresentando um nível mais elevado de maturidade. Isso não apenas abre inúmeras oportunidades de negócios, mas também demanda profissionais altamente qualificados.

O reconhecimento da importância da gestão profissional do ambiente construído, com foco nas pessoas, é uma realidade, especialmente nos grandes centros urbanos. O MBA busca atender a essa demanda, fornecendo uma formação robusta que integra edificações, equipamentos e serviços para apoiar as pessoas alinhadas às estratégias organizacionais.

O coordenador do curso destacou ainda a importância de inovar para transformar, comprometendo-se a formar líderes capacitados para assegurar qualidade, produtividade e sustentabilidade do ambiente construído. O curso visa criar um mundo melhor para viver, centrando-se na relação entre o homem e o ambiente construído.

O MBA em GF adota uma abordagem abrangente, oferecendo 16 disciplinas, totalizando 384 horas de aula. Desde sistemas de gerenciamento de portfólios até governança corporativa sustentável, o curso foi redesenhado para preparar os profissionais para os desafios multifacetados do setor.

O sucesso do curso é solidificado pelo corpo docente de alto nível, liderado pelo Dr. Moacyr Eduardo Alves da Graça e pelo vice-coordenador Dr. Daniel Setrak Sowmy. “O corpo docente é, como sempre foi constituído por profissionais com a qualificação mínima de mestrado (5) e com maioria de renomados doutores (16), que garante uma experiência de aprendizado enriquecedora e relevante”, defende o coordenador.

Léa Lobo, ex-aluna, buscou o curso e defendeu a monografia intitulada "A Importância da Comunicação dos Profissionais de GF", porque queria elevar o seu nível de conhecimento para uma melhor interlocução com os profissionais, que atuam há muitos anos nesta área. “A experiência de voltar aos bancos da sala de aula com mais de 50 de idade me alertaram sobre a importância de diariamente somar conhecimento para melhor me relacionar com o setor e assim manter presente o diálogo atualizado com os meus entrevistados. O curso foi o divisor de águas na minha carreira como liderança de um hub de comunicação do setor, destacou a diretora de Conteúdo da InfraFM.

O mestre destaca ainda que o MBA Gerenciamento de Facilidades Corporativas não é apenas um curso; é uma jornada que prepara profissionais para liderar a transformação do ambiente construído. O compromisso da Escola Politécnica com a inovação e a excelência reflete-se não apenas na sala de aula, mas na contribuição desses profissionais para a criação de um mundo melhor.

Por fim, apesar do mercado apresentar uma grande variedade de cursos no setor, nenhum deles carrega o pioneirismo, com duas décadas de experiência e a titulação de Especialista em Gerenciamento de Facilidades Corporativas, expedida pela melhor universidade do país.

Para mais informações sobre o curso e inscrições, acesse Poli-Integra.


Veja também

Conteúdos que gostaríamos de sugerir para a sua leitura.

Envie os nossos conteúdos por e-mail. Utilize o formulário abaixo e compartilhe os link deste conteúdo com outros profissionais. Aproveite e escreve uma mensagem bacana.

Faça uma busca


Tendências de ESG em Hospitais

Mais lidas da semana

Operações

Cinco passos para humanizar a gestão de terceirizados

Wellington Idalino da Silva, coordenador de manutenção e professor de Facilities Management, explora benefícios da gestão mais estratégica e humanizada.

Workplace

Como Mercado Livre reinventou espaço de trabalho com conceito híbrido

Manager of Real Estate da empresa compartilha detalhes da reforma da Melicidade.

Operações

Método de incorporação dos critérios ESG nos processos decisórios

Apesar de convergências, ainda não há consenso sobre o que priorizar nos critérios de ESG. Leia o segundo artigo da série "A corda bamba do ESG.

Mercado

Conheça como a Toyota revoluciona área de Facilities Management

Nova Head de Facilities da multinacional fala sobre cases da carreira e novos desafios.

Sugestões da Redação

Revista InfraFM

Legado para os brasileiros e para o planeta

Diretor Executivo do Centro de Serviços Compartilhados da Globo compartilha insights sobre inovação.

Revista InfraFM

Center Norte investe em expansão, novas tecnologias e certificação ISO 41001

Em entrevista exclusiva, equipe de Facilities Management e de Projetos da Cidade Center Norte fala sobre desafios do processo de modernização.

Revista InfraFM

Por qual ângulo devemos enxergar as fazendas verticais?

Conceito chamou a atenção na metade da década passada, mas a empolgação vingou?

Revista InfraFM

Novo escritório da Sabesp aposta em espaços abertos e integrados

Saiba como o projeto atende novas demandas, com espaços para descompressão, reuniões rápidas e informais.

 
Dúvidas sobre os EVENTOS?
Fale com a nossa equipe pelo WhatsAPP